Charanga das Padês

A Charanga das Padês nasceu em 2014 para animar o bloco infantil Padecendo na Folia criado pela Bebel, Ana Andrade e Bruna Christofaro naquele mesmo ano.

Charanga das Padês

O objetivo da charanga é a diversão e a descontração através da música. As participantes não tem formação musical formal, mas praticam regularmente.
Os ensaios abertos ao público em toda região metropolitana de BH, suas apresentações no carnaval de rua de Belo Horizonte, sua Ressaquinha Junina e seus eventos beneficentes já contagiaram mais de 50 mil pessoas.

Para fazer parte da Charanga, é importante observar as regras.

  1. Pertencer ao grupo Padecendo no Paraíso no facebook.
  2. A harmonia é nossa prioridade, por isso, é importante que as participantes se entendam.
  3. Efetuar o pagamento da mensalidade em dia. O valor da mensalidade é referente aos ensaios/ aulas práticas como qualquer curso de musicalização.
  4. Dúvidas, reclamações e afins devem ser falados pessoalmente para uma das diretoras antes ou depois das oficinas. Todas as questões serão recebidas, analisadas e respondidas.
  5. Sugestões são sempre bem-vindas, mas a decisão final sempre vai ser da diretoria.
  6. O mestre contratado define quem toca e a posição de cada uma na formação. Uma das suas funções na charanga é esta.
  7. Questões pessoais devem ser resolvidas fora do grupo. Se você faz parte da charanga deve necessariamente ser “amiga” sem bloqueios ou filtros restritivos no facebook de todas às integrantes do grupo. A participação no WhatsApp da charanga não é obrigatória. O bloqueio entre colegas gera expulsão.
  8. A prestação de contas das mensalidades é feita mensalmente dentro do grupo do facebook.
  9. A Charanga das Padês não é um grupo profissional, mas é obrigatório o comprometimento nos ensaios incluindo presença, pontualidade, respeito e foco.
  10. Apesar de sempre querer melhorar, a Charanga não tem como objetivo final a profissionalização das percussionistas.
  11. Ocasionalmente podem acontecer convites para tocar em eventos, por não ser um grupo profissional e ter um público muito específico, na maioria das vezes, as apresentações são feitas em troca de divulgação apenas. Nessas oportunidades, são realizadas enquetes no grupo para que, as pessoas interessadas em participar, confirmem ou não a sua presença. Nenhum membro é obrigado a tocar em apresentações em eventos de terceiros. Quando houver cachê o valor será informado antes da apresentação. O valor irá para o caixa da Charanga.
  12. A Charanga não visa apresentações em casamentos, aniversários, festas infantis, bares. O foco do grupo são as apresentações no carnaval, junina, ressaquinhas e em eventos contratados que se alinhem com a visibilidade positiva do grupo.
  13. O grupo do Facebook é exclusivo para comunicados, referências e trocas musicais pertinentes ao grupo. Caso alguma das participantes poste outro tipo de assunto ele será deletado.
  14. Ao usar fotos da fotografa oficial do Padecendo no Paraíso, Bruna Tassis, é obrigatório dar os créditos para a profissional.
  15. Nem tudo é passível de votação. A diretoria tem autonomia para definir o que o melhor e gastar com que for necessário.
  16. A Charanga das Padês faz parte do Padecendo no Paraíso, as padecentes se sentem parte da charanga e são o seu público, seja grata.
  17. Os outros blocos na cidade a mecânica da participação do instrumentista é: pagar o ensaio,camisa do desfile/ensaio, participar do ensaio e tocar no dia do carnaval. Assim como na charanga as definições do andamento do grupo são realizadas pela diretoria. Se você deixou de se identificar com a Charanga, procure outro que lhe atenda de forma mais ampla. Converse com a direção, avise que vai sair e peça sugestões de outros lugares pra tocar.