03 de maio de 2016
Comentário( 0 )

Metade de mim é saudade, a outra metade é esperança

Não é fácil ter um filhinho no céu! Neste mês das mães o coração aperta mais ainda! Metade de mim é saudade.

O que abranda esse sentimento de falta, é termos nosso Davi, despertando nosso sorriso!

Metade de mim é saudade, a outra metade é esperança

Daniela Cangussu Alvim

Nosso Arthur, há 4 anos e 6 meses foi morar com Papai do Céu. Estava no auge dos seus 5 anos e 10 meses…tragicamente se foi.

E nove meses após sua partida, engravidei do nosso Davi.

Ambos lindos, com cabelinhos cacheados e sorriso contagiantes.

Vem sendo muito difícil para mim superar essa perda. Nenhuma mãe está preparada para perder um filho.

Apesar das pessoas perguntarem:

Você só tem esse filho?

E eu, ainda engasgada, digo que sim… Sem coragem para dizer:

Eu tenho dois filhos, um mora no céu, mas os dois estão no meu coração!

 

A melhor coisa da vida é ser mãe.

Mesmo após essa perda, mesmo depois de ter passado por essa experiência de SER MÃE, de sermos pais, decidimos que não seríamos nada sem um filho. Vimos que um vazio ia tomar conta da gente. Vimos que esse vazio precisava ser preenchido por uma nova vida, por outro filho…

Ser mãe novamente é ter um sorriso de volta.

Ser mãe novamente é ter um objetivo na vida.

Ser mãe novamente é pensar numa pessoinha vinte e quatro horas por dia.

Ser mãe novamente é o resgate da felicidade!

Ser mãe novamente é uma mistura de sentimentos, porque a dor se mistura com a alegria, e a falta do Arthur se mistura com o amor pelo Davi , o amor do presente…

Metade de mim é saudade, a outra metade é esperança.

A Daniela, mãe do Theo, também passou pela perda do filho, clique na imagem abaixo para ler a história dela:

Sou mãe do Theo

COMENTE:

Avalie este Fornecedor

Seu endereço de email não será publicado. Todos os campos são obrigatórios

CUIDADO COM NOSSOS PEQUENOS

2 de maio de 2016

Nascida para vencer – Bolha no pulmão

10 de maio de 2016