11 de dezembro de 2015
Comentários( 12 )

Aborto – a dor ainda é muito presente

A dor ainda é muito presente, gostaria que não fosse. Gostaria de arrancá-la do meu peito. O que eu realmente quero é, um dia, poder me perdoar completamente.

Eu tinha apenas 19 anos, imatura, influenciável, e errei. Errei. Errei feio. Este texto é um desabafo, faz parte da minha catarse. Escrevo sangrando, mas acredito que será bom colocar pra fora e quem sabe poder ajudar alguém.

Um aborto mata todo mundo

Mata o feto, mata a mãe, mata o pai (mas talvez eles não sintam tanto). Sempre vejo postagens e textos de pessoas julgando quem aborta, defendendo de um lado e do outro. Eu digo: gente, não há julgamento. A pessoa que passa por essa tribulação já sofre muito, não precisa de julgamentos. Eu não preciso e não quero que me julguem. Não me machuquem ainda mais. Quero colo, quero consolo, quero entendimento. Quero tudo isso principalmente de mim mesma. Quero me amar, me perdoar, me entender.

Eu tinha um namoro recente, acabado de passar no vestibular, muito jovem. Descobri a gravidez já com quase 2 meses, e com pouquíssimo tempo tive que decidir uma coisa tão séria. Para tirar, eu teria apenas 1 semana para pensar, depois disso seria só com cirurgia. Com uma semana eu não tive tempo de pensar, de amadurecer, de encontrar apoio.

Meu namorado, na época, não disse que era pra tirar, mas também não me deu a mão e não disse: “Estou com você nessa.” Infelizmente a maioria dos homens faz isso.

As pessoas com quem dividi me diziam:

“Nossa, e agora?”

“Mamãe e papai não vão aguentar!”

“Você não pode ter esse bebê!”.

Infelizmente não encontrei ninguém para me encorajar. Cada um fez o que deu conta e eu não guardo mágoa de ninguém.

O dia mais emocionante pra mim, que nunca esquecerei, foi o dia que fui fazer um ultrassom pra saber exatamente o tamanho do feto.

Eu lá, deitada, tensa. De repente eu escuto aquele coraçãozinho batendo. Quanta emoção! Eu me apaixonei naquele momento. Ele me mostrou o bebezinho na tela do computador, escreveu na imagem: cabecinha, pezinho e mãozinha. Imprimiu e me deu aquela foto. Ele devia saber o que estava por vir e talvez quisesse me tocar de alguma forma. Eu tinha aquela foto como um presente! Meu namorado, que me aguardava fora da sala, se negou a ver a foto quando quis mostrar.

Senti-me sozinha

Minha melhor amiga disse: “Não quero ver amiga, não quero criar sentimento”. Senti-me sozinha mais uma vez.

E eu? E o meu sentimento? Culpo-me por não ter enfrentado todos, me culpo por não ter tido maturidade, me culpo por ter deitado naquela cama e ter deixado uma monstra sugar meu bebê. Dói muito gente, dói na alma. Hoje tenho 35 anos, muitos anos se passaram, tenho uma filha linda, mas ainda dói, ainda me culpo.

Sempre oro por ele, peço perdão pra ele, mas preciso muito me perdoar. Trato na terapia, nas reuniões espíritas que frequento, mas vai além disso sabe? Parece que vai aonde eu não consigo chegar.

A dor ainda é muito presente

Não julgo ninguém, jamais farei isso, sei de toda dor e respeito a decisão de cada uma. Mas uma coisa posso dizer: Hoje eu levanto a bandeira da vida, se me pedirem a minha opinião, eu direi: “Não faça isso! Não aborte! Não temos direito sobre a vida de ninguém!” E digo mais: “Vai doer muito, vai te trazer uma tristeza muito grande!”

E peço a vocês, grandes mulheres, não discutam negativamente sobre isso, não julguem, não briguem. Apenas amem. Escutem, deem apoio.

Para quem chegou até aqui, agradeço o carinho de me lerem e também peço desculpas por ter exposto minha tristeza.

 

Beijos carinhosos a todas.

Ana

COMENTE:

12 Avaliação de Aborto – a dor ainda é muito presente

Gise disse : Guest Report one year ago

Nossa, senti sua emoção, dor e arrepiei toda aqui. Abraço apertado. Vc ja deve ter ouvido muito isso, mas vc fez o que deu conta. Muito amor para abrandar esse coração. 💕💕

bruna disse : Guest Report 4 years ago

li isso e me lembrei de vc. Confissões de Santo Agostinho: CAPÍTULO VII Ação de graças (...) Amar-te-ei, Senhor, e dar-te-ei graças, e confessarei teu nome, pois me perdoaste tantas e tão nefandas ações. Devo à tua graça e misericórdia teres-me dissolvido os pecados como gelo, como também todo o mal que não pratiquei. De fato, de que pecados não seria capaz, eu que amei gratuitamente o erro? Confesso que todos já me foram perdoados; o mal cometido voluntariamente, e o que deixei de fazer pela tua graça. (...)"

Faissandra disse : Guest Report 4 years ago

De enxergar o sorriso daquele que não teve a oportunidade de ver, sentir e se alegrar com cada sinal de felicidade. Certamente, isso pode te ajudar e vc poderá ajudar outras crianças que precisam. Vc pode fazer o q não pôde ser feliz e fazer feliz! Deus te abençoe! Bjo

Faissandra disse : Guest Report 4 years ago

Mãezinha se perdoe! Vcs dois terão outras chances em outras vidas de se reencontrarem. Vc fez uma escolha, certa ou errada, já aconteceu. As marcas fazem parte do seu aprendizado. Faça algo nessa vida para amenizar seu sofrimento, qm sabe possa desenvolver algum trabalho quevenha a ajudar outras crianças a sorrirem. Talvez em cada sorriso vc consiga enxergar um pouco do sorriso que vc não teve a oportunidade de

Fernanda disse : Guest Report 4 years ago

Somos seres humanos e passíveis de erro! Quem sou eu para te julgar! Senti sua dor e seu medo e te ofereço meu abraço carinhoso! Espero que se encontre no seu perdão! Sinta meu carinho de amiga que quer te dar um aconchego! Fique com Deus!

Elaine Cerri disse : Guest Report 4 years ago

Oi Mãe... sinta-se perdoada! Limpe seu coração! A dor do arrependimento já limpou sua alma! A sua inquietação não fará bem algum. Entregue seu filho nas mãos de Deus e saiba que Jesus é misericordioso... e que algum dia estarão juntos. Amor de mãe é maior que tudo. Admiro vc... salve mais vidas para que a sua experiência sirva de apoio à tantas mães solitárias.

Jane Adélia disse : Guest Report 4 years ago

Receba meu respeito! Queria poder voltar no tempo e ser o apoio que você precisava. Que Deus lave seu coração. Lembre-se: se existe pecado, Deus também oferece o perdão. Seu reconhecimento e pedido de perdão com certeza foram recebidos por Deus. Abraço-te! Tenho certeza que seu texto será luz para outras mulheres.

Claudia disse : Guest Report 4 years ago

É o que digo querida sinta se perdoada com certeza pois o perdão vem assim que abrimos o coração para pedir perdão , DEUS com certeza já te perdôo vc realmente não precisa da opinião negativa de Niguem parabéns pela coragem

Fabiana Pedrosa disse : Guest Report 4 years ago

Que coragem de se expor assim hein Ana! Isso só mostra que VC está conseguindo vencer está barreira e com certeza vai servir de referência pra muita gente pensar melhor sobre o assunto. Desejo que VC consiga se perdoar o mais rápido possível e que sua vida se encha cada dia mais de amor!

Luanda Geneviève Fróes disse : Guest Report 4 years ago

Chorei. Doeu em mim. Não posso mensurar sua dor. Não sei o que faria em seu lugar aos 19 anos. Sei o que faria hoje. Hoje eu não faria. Mas hoje tenho maturidade e tenho Deus verdadeiramente no coração. Seu bebê já te perdoou. Está no céu. Também tenho uma filha lá. Ela nasceu prematura e viveu um mês apenas. Que Deus cure seu coração. Faça uma oração pedindo isto a ele. Conte para ele sua dor, diga que você sabe que Jesus é filho dele. Peça perdão por todos os seus erros e de coração vazio da dor, convide Jesus a entrar no seu coração e fazer morada. Deus diz: eis que tudo se fez novo... Eu creio nisso. Estou orando com você. Parabéns pelo lindo testemunho.

Luanda Geneviève Fróes disse : Guest Report 4 years ago

Chorei. Doeu em mim. Não posso mensurar sua dor. Não sei o que faria em seu lugar aos 19 anos. Sei o que faria hoje. Hoje eu não faria. Mas hoje tenho maturidade e tenho Deus verdadeiramente no coração. Seu bebê já te perdoou. Está no céu. Também tenho uma filha lá. Ela nasceu prematura e viveu um mês apenas. Que Deus cure seu coração. Faça uma oração pedindo isto a ele. Conte para ele sua dor, diga que você sabe que Jesus é filho dele. Peça perdão por todos os seus erros e de coração vazio da dor, convide Jesus a entrar no seu coração e fazer morada. Deus diz: eis que tudo se fez novo... Eu creio nosso.

Joana Oliveira disse : Guest Report 4 years ago

Ana, Parabéns pela coragem de expor esse depoimento e pela delicadeza de seu texto que traz uma importante reflexão! Acredito na vida , acredito na graça do perdão e da superação. Torço para que encontre paz em seu coração!

Avalie este Fornecedor

Seu endereço de email não será publicado. Todos os campos são obrigatórios

Pai e mãe e o (des)equilíbrio familiar

3 de dezembro de 2015

Epidermólise bolhosa, um dia de cada vez

15 de dezembro de 2015