14 de março de 2016
Comentário( 0 )

Sexo frágil, não foge à luta

Sexo frágil, não foge à luta. Inês Peixoto, Roberta Zampetti, Ana Flávia Sanglard, Bebel Soares, Fabíola Paiva e Ludmilla Rangel, seis mulheres fortes e delicadas conversam sobre o espaço da mulher contemporânea.

Rita Lee disse que mulher é bicho esquisito. Geralmente apontada como sensível e delicada, ela, a mulher da atualidade, tem se mostrado forte e decidida, cuida da vida, do lar e da família, emocional e financeiramente. Porém continua sendo tachada como fraca e é oprimida. O Centro Cultural Minas Tênis Clube convidou um time de mulheres conhecidas e reconhecidas para bater um papo sobre o espaço da mulher contemporânea. Intitulada “Sexo frágil não foge à luta”, a conversa será no dia 19 de março, às 15h, no café do espaço. A entrada é franca.

post_bate-papo_mulher

Ana Flávia, ex-atleta da seleção de vôlei, Inês Peixoto, Grupo Galpão, Bebel Soares, página Padecendo do Paraíso, Roberta Zampetti, Rede Minas, e Ludmilla Rangel e Fabíola Paiva, do site Fashionistando, vão falar sobre o papel e o espaço que a mulher ocupa e deseja conquistar na sociedade atual. Essas moças, com idades e vivências muito distintas têm em comum a vida atribulada de toda mulher que trabalha, que casou e que teve filhos.

Sexo frágil, não foge à luta.

Atualmente as mulheres não estão mais aceitando aquele tratamento que lhes era dedicado, há um forte movimento de empoderamento feminino que aparece de várias formas. Vezes delicada e as vezes de forma mais rude e violenta abrindo para a discussão desse comportamento e podendo afirmar que a sua força pode ou não ser bruta. Sexo frágil, não foge à luta.

A lei Maria da Penha foi uma conquista e, desde que foi sancionada, em 2006, aumentou o número de denúncias de agressão contra a mulher, porém, segundo dados divulgados em matéria do jornal Valor, Minas Gerais é o segundo estado mais violento para as mulheres.

Outra questão que preocupa o sexo feminino é a liberdade e decisão sobre o seu corpo. Descriminalização do aborto é uma delas e agora, com a epidemia da Zika e o perigo da microcefalia esta questão voltou (se é que saiu) da pauta de vários veículos de comunicação e discussões.

É claro que, além de assuntos polêmicos, as meninas também vão falar de beleza, sexo, comportamento e moda, tudo aquilo que passa nas cabeças das milhares de mulheres em todo mundo. Porque, como disse Joyce Moreno, essa mulher é feita de sombra e tanta luz, de tanta lama e tanta cruz, que acha tudo natural.

As meninas do bate-papo

Meninas de diferentes áreas de atuação, essas moças são especialistas e campeãs no que fazem.

  • Ana Flávia foi capitã da Seleção Brasileira de Voleibol Feminino que conquistou a medalha de prata no Mundial de 1994 e bronze na Olimpíada de Atlanta de 1996, a primeira medalha olímpica do voleibol feminino.
  • Inês Peixoto atriz integrante do reconhecido Grupo Galpão, na televisão participou do especial “A Paixão Segundo Ouro Preto”, de Rogério Gomes e Cininha de Paula; das minisséries “Hoje é Dia de Maria” e “Hoje é Dia de Maria- Segunda Jornada”, de Luiz Fernando Carvalho, “A Cura”, de Ricardo Waddington; “A Teia”, de Rogério Gomes; e da novela “Meu pedacinho de chão”, de Luiz Fernando Carvalho e “Além do Tempo”, de Rogério Gomes. Já foi agraciada com 12 prêmios por sua atuação em teatro e dois prêmios por sua atuação em cinema.
  • Bebel Soares é arquiteta por formação e mãe por vocação. Criadora do Padecendo no Paraíso, que soma mais de vinte mil seguidoras, que compartilha as dúvidas, as alegrias e as loucuras de ser mãe.
  • Roberta Zampetti é relações públicas e jornalista, 60 anos, casada, mãe de um filho. Está na Rede Minas de Televisão há 30 anos e foi a primeira apresentadora da emissora, inicia em março a apresentação do programa Sou60, que tratará do envelhecimento.
  • Fabíola Paiva é jornalista, especializada em moda e comunicação digital. Há quase uma década criou o Fashionistando, competente site de moda e comportamento.
  • Ludmilla Rangel é jornalista especializada em moda. Junto a Fabíola Paiva comanda o site Fashionistando, que está saindo do mundo online e partindo para novas mídias.

Serviço

Local: Café do Minas Tênis Clube
Bate-Papo: Sexo Frágil não foge à luta
Participantes:

  • Ana Flávia Sanglard (ex-capitã da seleção de 1994 de vôlei)
  • Inês Peixoto (atriz do grupo Galpão)
  • Bebel Soares (criadora do Padecendo no Paraíso)
  • Roberta Zampetti (jornalista e apresentadora)
  • Fabíola Paiva e Ludmilla Rangel (criadoras do site Fashionistando)

Data: 19 de março – sábado
Horário: 15h
Local: Café do Centro Cultural Minas Tênis Clube (rua da Bahia 2.244 – Lourdes)
Entrada franca

Compartilhe:Share on Facebook

Facebook

COMENTE:

Avalie este Fornecedor

Seu endereço de email não será publicado. Todos os campos são obrigatórios

Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa – por Aline Pádua

11 de março de 2016

Música de Brinquedo em BH

4 de maio de 2018